Osteocondrite do calcâneo (Server): o que é, causas, sintomas, diagnóstico e tratamento.

ponta-dos-pes.png

Também conhecida como Osteocondrite de Server, a osteocondrite do calcâneo é uma inflamação na placa de crescimento do osso do calcanhar, próxima ao tendão de Aquiles.

seu-filho-ja-reclamou-de-dores-nos-calca

A doença acomete principalmente crianças entre 7 e 12 anos de idade, em sua maioria do sexo masculino (proporção de 6:1) e está relacionada com o aumento da atividade esportiva de impacto, como o futebol, basquete, handebol e o vôlei.

 

É a causa mais comum de dor no calcanhar em crianças e é frequentemente associada a um episódio de crescimento rápido. Em 61% dos casos é bilateral e, normalmente, piora com a atividade física.

doenca-de-sever.jpg
rxsever2.png

 

CAUSAS

Embora a doença de Server possa acometer qualquer criança, acredita-se que a causa esteja diretamente relacionada aos traumas locais, sendo o calcanhar submetido a grandes solicitações mecânicas, pois além da tração exercida pelo tendão de Aquiles existem os impactos diretos do calcanhar contra o solo. 

 

Além disso, existem algumas condições que aumentar a possibilidade de se ter o doença:

  • Arcada plantar plana (pé chato) ou alta (pé cavo), que afeta o ângulo do calcanhar no pé, causando tensão e encurtamento do tendão de Aquiles;

  • Síndrome da perna curta (uma perna mais curta que a outra), o que faz com que o pé da perna mais curta “dobre para baixo” para alcançar o chão, puxando o tendão de Aquiles;

  • Excesso de peso ou obesidade, o que coloca pressão excessiva na placa de crescimento do pé.

 

 

SINTOMAS

  • Dor na região plantar do calcanhar, que aumenta durante ou após a atividade física (localizada, puntiforme e profunda, sem hematoma);

  • Inchaço, vermelhidão e ligeiro aumento da temperatura do calcanhar;

  • Dificuldade em andar;

  • Desconforto ou rigidez nos pés ao acordar;

  • Coxear ou caminhar na ponta dos pés.

 

 

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico deve ser feito por um médico ortopedista, preferencialmente, especialista em pé e tornozelo. É realizado com base no histórico e manifestações clínicas do paciente e um exame clínico do médico. Na avaliação clínica, o principal sinal é a dor a palpação localizada na face plantar do calcanhar. O exame radiográfico é utilizado para confirmar o diagnóstico e avaliar a extensão da doença. Pode apresentar a cartilagem de crescimento alargada, irregular e com sinais de esclerose e fragmentação óssea ao redor da lesão.

  

 

TRATAMENTO

O tratamento da doença é conservador e consiste inicialmente em medidas analgésicas, repouso relativo da articulação através da mudança de atividade (diminuição ou afastamento das atividades físicas de alto impacto), além de ser importante reduzir a área de impacto no calcanhar, seja por meio de palmilhas ou próteses de silicone ou com calçados com boa capacidade de amortecimento no solado.

Por fim, é recomendado que se faça sessões de fisioterapia, visando principalmente o alongamento tendíneo da panturrilha, após a melhora da dor intensa inicial.